Coronavírus, a OMS e a reconstrução de um povo, enquanto estocamos cerveja




Oi pessoal, tudo bem? Espero que sim. Março se encerra e meu artigo do mês quase não sai. Isso por que eu sempre tento agregar algo a quem lê meus textos, nunca escrevo para que a pessoa saia de um texto meu, do mesmo jeito que chegou. O assunto em que precisamos falar é o Coronavírus, mas com tanta informação chegando para a gente, fiquei meio sem saber o que eu ia trazer de novo para vocês.

Foi aí que eu lembrei de um dos meus ícones da comunicação o Mestre Armando Nogueira, natural de Xapuri, no Acre, Jornalista responsável pela criação do Jornal Nacional e Globo Repórter, com passagens pela Rádio Bandeirantes e Rádio CBN, além de jornalista esportivo dos canais SporTV e colunista em mais 60 jornais pelo Brasil. Armando dizia em vida, pelas redações afora, que a comunicação dos tempos modernos não distribui "furo de notícia", distribui opinião. Hoje (dia em que escrevo esse texto), 29 de Março de 2020, completam 10 anos do falecimento dessa referência nacional, Armando Nogueira. Tremenda coincidência ter me lembrado de uma de suas lições, exatamente na data de seu aniversário de morte.

Pois bem, seguindo o Mestre Armando, toco o Portal da Cerveja exatamente dessa maneira, deixo a correria da "primeira mão" para outros blogs. Não trabalho com "furos", trabalho com opinião. E a minha opinião só eu dou em primeira mão.

Gente, lembrem-se sempre de uma coisa, nós aqui no dia a dia de nossas vidas não temos condições de conhecer e dominar todas as informações que precisamos e que nos dariam certeza absoluta do que pensar sobre algo tão grande como essa pandemia. O mesmo raciocínio nos serve para grandes escândalos políticos e etc.

Ocorre que, a própria ordem social nos empurra para cuidar do dia a dia, enquanto as pessoas que escolhemos nas urnas, bem como as principais instituições de responsabilidade social e mundial, cuidam da gestão da sociedade como um todo. Por tanto gente, abandonem essa prepotência de achar que a opinião que você construiu para você é a verdade dos fatos. A conclusão que chegamos a respeito de coisas grandes é o resultado das informações que nos chegam. Informações que chegam jamais serão capazes de nos contar a integralidade dos fatos, muito menos chegam isentas de preceitos por parte de quem comunicou. 

Ou seja, nossa opinião a respeito de coisas grandes é uma opinião formada a partir de uma outra opinião, que por sua vez foi formada por algo que desconhecemos. Não estou dizendo com isso que você não deva crer no que você concluiu, creia e tenha sua convicção sim, é o seu raciocínio, mas não descredibilize quem tem opinião contrária a sua. Na maioria das vezes só o decorrer dos anos é quem vai dizer quem tinha razão e muita vezes nem isso.

Quero pedir a vocês que (como eu) estão em casa se protegendo e protegendo a todos, que (como eu) montou seu estoque de cervejas para dar uma tranquilizada nos ânimos, que continuem levando a política de isolamento a sério. Nós não somos cientistas e não estamos a frente da condução desse processo mundial, por tanto nos cabe seguir quem está lá para estudar cientificamente os caminhos.

Não estou dizendo com isso que o caminho percorrido será o melhor, estou dizendo com isso que precisamos seguir quem mais tem condições de tomar decisões acertadas. A OMS não está lá para ser presidente no próximo pleito, nem para conluios politiqueiros. Nesse momento a orientação da Organização Mundial da Saúde é o que temos de mais isento de interesses mesquinhos, os quais não temos condições de filtrar, por estarmos cuidando de nossa família, de nossos lares, do nosso dia a dia.

Tedros Ghebreyesus, Diretor Geral da OMS

Quando a gente sai da OMS e desce para as esferas governamentais, caímos em um breu de corrupção e interesses por parte de quem está no governo e por parte de quem quer chegar lá. Não alicercem suas opiniões nesse terreno. É por esse caminho que somos manipulados, por mais inteligentes que sejamos.

Quando tudo isso passar, poderemos avaliar se as decisões da OMS poderiam ter sido melhores, mas nesse momento melhor mesmo é segui-la. Quando tudo isso passar, vamos levantar as consequências negativas de tudo o que aconteceu e nos reconstruir como sociedade mundial, como sociedade brasileira e como povo nordestino.

Até o próximo gole!

Marcelo Vasconcelos
Editor e criador do Portal da Cerveja
Os artigos de Marcelo são postados mensalmente, na última semana de cada mês.
Comente, concorde ou discorde, mas participe! ;-)

Nenhum comentário :

Instablog

[Instablog][bleft]