Novo colunista do Portal, Marcus Lutz fala da Mostra Colaborativa Beba Local e faz uma análise do mercado da Cerveja Artesanal, confira!




Próximo dia 12 de maio, acontece em Salvador, na Casa Guió (Rio Vermelho), evento inédito sobre um tema que vem frequentando cada dia mais a mesa dos baianos: cerveja artesanal. A Mostra Colaborativa Beba Local Bahia, propõe um encontro com duração de nove horas – das 13h às 22h – para, em meio a clima festivo, tratar de um assunto importante para a economia do estado, o impulsionamento do cenário de cervejas artesanais da Bahia e consequente visibilidade dos rótulos locais (clique aqui e confira detalhes).

O mercado de cervejas especiais tem crescido no mundo inteiro. No Brasil temos uma curva exponencial de crescimento nos últimos anos. No ano passado o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) apontou 679 cervejarias, sendo que a maioria delas estão no Sul e Sudeste. O Nordeste começou a vivenciar este crescimento agora, e o potencial é promissor. Vemos como um reflexo evidente disso a mudança nas prateleiras de cerveja dos supermercados.

Na Bahia, até o ano passado, tínhamos 3 micro cervejarias registradas, e este ano esperamos  pelo menos mais 15. E isso não é um fenômeno da capital, estão surgindo cervejarias por todo o interior da Bahia. O crescimento delas de forma pulverizada por diversas cidades, movimentam setores locais como serviços em geral, turismo, eventos, fornecedores, além de bares e restaurantes.  A razão disso é que as cervejas artesanais, consumidas de microcervejarias locais, costumam ser mais baratas e tem mais qualidade pois são frescas e não sofrem com o transporte.

Vale ressaltar que é comum terem um forte apelo na valorização da identidade cultural local, seja pelo nome da cervejaria, dos rótulos ou pelo uso de ingredientes locais.  Hoje quem mais contrata funcionários no país são as microempresas, e as microcervejarias chegaram para abrir uma nova cadeia econômica em ascensão, sendo catalisadoras na geração de empregos diretos e indiretos, e na arrecadação de impostos.

Quase todas as microcervejarias começaram com um cervejeiro fazendo cerveja na panela de casa. A Bahia Malte surgiu há 3 anos com a ideia de difundir a cultura da cerveja caseira e suprir localmente os cervejeiros com insumos e equipamentos. Desde o início teve como objetivo alavancar o crescimento do setor e se preparar para o momento em que os clientes se transformariam em indústria.

Hoje a Bahia Malte é a primeira e única empresa no nordeste a importar insumos para atender cervejarias e nos orgulhamos de apoiar negócios locais. É muito gratificante fazer  parte dessa história e saber que de certa forma somos responsáveis por essa engrenagem.  Esperamos que toda essa revolução venha para melhorar a vida dos baianos, seja gerando emprego e renda, ou enchendo nossos copos com cervejas maravilhosas!!

Nos vemos no sábado, vamos falar de cerveja... E tomar cerveja!

Prost!

Marcus Lutz
Proprietário da Bahia Malte - Loja de insumos, equipamentos cervejeiros e distribuidora
Colunista Portal da Cerveja

A opinião dos colunistas deste site não condiz necessariamente com a opinião do portaldacerveja.com. Marcus Lutz tem liberdade para explanar seus pensamentos, sem nenhum tipo de filtro ou censura, de forma sólida e autêntica. Sendo assim, o texto é de inteira responsabilidade do seu autor.

-------

Portal da Cerveja
Beba, Curta e Siga - @portaldacervejaoficial
www.portaldacerveja.com
Notícias e Informações, o que acontece no mundo do malte!
O Melhor Veículo de Comunicação Cervejeira da Bahia

Nenhum comentário :

Instablog

[Instablog][bleft]