Ame ou odeie, mas antes abra seu coração: GOSE.



('Gose Limón Kaffir' e 'Gose Salicórnia')*

Olá, meu povo! Ainda não escrevi aqui este ano, né?! Mas como o ano em Salvador só começa depois do carnaval, eu até que não estou tão em falta assim!!! Rs! E já estou na área e cheia de novidades para vocês.

Hoje vamos começar uma série de artigos intitulada: "Ame ou odeie, mas antes abra seu coração". Serão seis artigos falando de cervejas inusitadas que ou você ama ou você odeia. Não existe meio termo! E o primeiro estilo que vamos explorar é o GOSE, que estava há muito tempo esquecido e agora começa a ganhar adeptos novamente.

Um estilo de cerveja alemã, oriunda da cidade de Goslar, no centro-norte da Alemanha, onde passa o rio Gose, deu origem ao nome. Essa região era um grande polo minerador com elevadas reservas de sal, prata, chumbo, cobre e zinco. Por isso as cervejas feitas na região com a água do rio Gose eram levemente salgadas. Mas esse estilo ficou conhecido mesmo foi na cidade de Leipzig, também na Alemanha.

A Gose é uma cerveja de trigo, ácida, super refrescante, frutada (mas não como as cervejas belgas) e cítrica (mas não a citricidade que vem do lúpulo). Com elevada carbonatação e adição de sal e coentro. Mas como assim? Uma cerveja alemã com adição de sal e coentro? Pois é, esse é um estilo que nunca seguiu a Lei da Pureza Alemã, mesmo nos primórdios quando a lei ainda era válida.


A coloração é dourada, turva (pois não é filtrada), espuma branca com boa formação e retenção. No aroma lembra a brisa marinha (sim! Lembre-se que ela leva sal marinho ou sal fresco na receita). A presença do coentro fresco pode remeter à limonada ou mesmo uma laranja amarga. Assim como na Witbier, a semente de coentro pode ser substituída por outras especiarias sem descaracterizar o estilo da cerveja e, às vezes, até leva adição de frutas, o que aumenta a acidez e a citricidade da breja.

Na boca aparece um moderado sabor de malte que lembra pão, e o frutado e cítrico remetendo ao aroma. O sal marinho aparece de leve a moderado mais no início da sensação de boca e com final seco, o que dá aquela chamada para o próximo gole! A percepção de aroma e amargor do lúpulo são quase imperceptíveis, já o perfil degustativo sour (azedo/ácido) vem da fermentação lática e aparece mais no final do sabor, deixando a cerveja bem refrescante e efervescente.

Corpo médio a médio-alto, a levedura e o trigo não devem deixar a cerveja com uma sensação de corpo pesado. Ela não é tão ácida quanto uma Berliner Weisse ou uma Gueuze (estilos que serão tema também aqui do "ame ou odeie"). Deve ter entre 4,2 e 4,8% de ABV (teor alcoólico) e índice de amargor de 5 a 12 de IBU.

Gose tem um perfil muito saboroso, mas salgado, o que gera um conflito entre os amantes de cervejas artesanais. Como disse no início, uns amam outros odeiam. O que sempre digo é: abra seu coração! Experimente diversos rótulos, no mínimo de quatro a cinco diferentes e, só depois disso, tire suas próprias conclusões. Só aí você saberá se realmente ama ou odeia esse tipo de cerveja.


Como dica de harmonização, gosto muito da Gose com frutos do mar em geral e salada. Já na culinária japonesa vai bem com sunomono, ceviche e opções de peixe cru. Imagine a harmonização dessa cerveja como se você fosse comer um prato com uma limonada. Pois é, o que você acha que combina com uma bela limonada com certeza vai harmonizar perfeitamente também com uma Gose.

Então, galerinha, vou ficando por aqui hoje. Espero que tenham gostado da nova série de artigos e podem dar opinião aqui embaixo. Quero saber o que vocês acharam da Gose. Se já experimentaram essa cerveja. Já adianto que acho simplesmente FAN-TÁS-TI-CA!!!! E semana que vem volto com mais cervejas não tão comuns. Até a próxima!

Descrição das Cervejas das fotos:
*Foto 1:
- Cerveja Gose Limón Kaffir da Cervejaria Casa Bruja Brewing Co.: Gose com adição de aveia, semente de coentro, sal rosa do Himalaia e folhas de limão Kaffir;
- Cerveja Gose Salicórnia colaborativa das Cervejarias Lohn Bier, Urbana e Biorta:  Gose com adição de "sal verde", extraído da Salicórnia, uma planta halofíla rica em aminoácidos (sabor umami).
*Foto 2:
- Cerveja Urbana Relaxe e Gose - EAP 10 anos: Uma Gose maturada por 4 meses em barricas de carvalho onde antes foram maturados vinho chardonnay.
*Foto 3:
- Cerveja Nomad Freshie Salt & Pepper Gose:  A cerveja foi inspirada na praia de Freshwater, que fica a 2 minutos da cervejaria. Essa Gose é preparada com água do mar de Freshwater;
- Cerveja Dogma Felix Culpa: Gose com adição de sal marinho e uma grande quantidade de suco de mirtilos orgânicos.

Beijos e Boas Cervejas!

Débora Matos
Sommelière de Cervejas; Especialista em Análise Sensorial e Off-Flavours; 
Certificada pelo Instituto da Cerveja Brasil (ICB), Associação Brasileira de Sommelier (ABS) e Association de la Sommellerie Internationale (ASI – França)
Consultora Especialista do Programa 'Dicas da Saidera' na Tv Aratu Online

Nenhum comentário :

Instablog

[Instablog][bleft]