Boteco une Cinema e Cerveja, olha só...

Inaugurado em 2010, o Cine Botequim une Boemia ao cinema, quando teremos um assim na Bahia?


#FicaDica.


Misturar a boemia com a paixão pelo cinema é a ideia por trás da fundação do Cine Botequim, um bar no Centro do Rio de Janeiro para cinéfilos e cervejeiros. Fundada em 2010, a casa exibe filmes numa parede e traz decoração cinematográfica, cervejas geladas e clima descontraído, típico da cidade.



A ideia de abrir um bar com temática cinematográfica foi de Felipe Trotta, que se diz um apaixonado pela boemia carioca e pela sétima arte. Colecionador de cartazes de filmes antigos e de itens como bonecos de personagens, ele começou a viajar na ideia. “Estava colecionando cartazes de filmes e pensei que seria bacana um bar cheio de cartazes”.


Quando percebeu que podia ser uma boa ideia, falou com o amigo Vladimir Alexandre da Silva, que na época trabalhava em produção de cinema, e propôs uma sociedade. Vladimir, que já estava cansado da correria do trabalho, gostou da ideia e topou.

Com as ideias e os cartazes de Felipe e a experiência do Vladimir no cinema, foi montado o ambiente. A decoração cinematográfica é mesclada com a estrutura do casarão do século XIX, além dos luminosos e placas de cervejarias. Os cartazes, claro, fazem muito sucesso e vão dos clássicos internacionais como O Poderoso Chefão, filme preferido dos sócios, aos cults nacionais como Deus e o Diabo na Terra do Sol.

Além deles, há projetores e rolos de filme e bonecos de personagens como o Alien, levado para o bar por um cliente. “O Darth Vader era o nosso telefone no começo. Mas de tanto o pessoal ficar apertando os botões pra ouvir ele falar, parou de funcionar”, lembra Vladimir.





Cinema desperta lembranças
Aberto de segunda a sexta, são exibidos filmes por um projetor, mas sem som. Felipe explica que eles, assim como a memorabilia, ajudam a despertar recordações nas pessoas, como um primeiro beijo que tenha rolado em algum cinema, ou uma memória de infância, mas sem tirar a atenção da conversa de bar e da cerveja gelada. “A boemia carioca é o ambiente aconchegante, é a pessoa se sentir bem, como se estivesse em casa”, comenta.
Cerveja pra todos os gostos

Se nas paredes os pôsteres de filmes abrangem de tudo, o cardápio também é eclético. O bar começou com cervejas Pilsens nacionais, mas há alguns anos incorporou as artesanais. Mas os rótulos populares seguem na carta, pra agradar todo mundo.

A carta de cervejas foi montada pelo sommelier Gustavo Renha, que também propôs harmonizações para os pratos servidos no bar. E todos têm nomes de filmes, como o Central do Brasil, tradicional carne seca com cebola confit e aipim, que pode harmonizar com uma IPA ou uma Pilsen, ou o Oito e Meio, um sonho de camarão, catupiry e alho poró, pra harmonizar com Weiss, Pale Ale ou Pilsen.

O grande sucesso em cartaz, porém, é a Liga das Coxinhas. Cada uma batizada com um personagem de filmes – como Potter, Capitão Nascimento, Espartacus e Rambo –, as coxinhas são o carro-chefe e mostram a descontração que o bar pretende ter. “O cardápio tem uma dose de humor, que é muito do carioca”, justifica Felipe.
Clientes fiéis
O Cine Botequim é parada de muita gente que trabalha pela região do Centro do Rio, seja para almoço ou happy hour. E também tem seus clientes fieis, como o administrador Rodrigo Cunha, 36 anos, que já vai ao bar há cerca de 5 anos. “Curto as cervejas especiais e o cine. Gosto do ambiente, dos garçons”, explica. Ele comenta que para acompanhar a ceva gelada prefere petiscos como embutidos e queijos.
Rodrigo conta que fez amizade com os donos de tanto frequentar o bar, e até descobriu que é vizinho do Vladimir. Fã de ficção científica e aventura, seu filme preferido é o Senhor dos Anéis, mas também curte muito Star Wars. Tanto que fez questão de posar para as fotos ao lado do Darth Vader. “Ele é meu amigo”, brinca.


Fonte: G1
Fotos: Reprodução G1
















Nenhum comentário :

Instablog

[Instablog][bleft]