Eventos Cervejeiros

[Eventos Cervejeiros][twocolumns]
[Eventos Dois][twocolumns]

A Ipa Baiana da Nylkito Beer e por que tomar a cerveja certa, no copo errado



Como é legal ver novos cervejeiros surgindo na Bahia trazendo qualidade, trazendo inovações, mantendo a atmosfera cervejeira baiana constantemente renovada.

Sempre digo que o universo da cerveja é realmente um universo, uma temática que curte ser reinventada e ao mesmo tempo se mantém apaixonada pelo tradicional.

O mundo da cerveja se impõe a cada dia por meio da democracia, do espaço para todos. Um ambiente que define seus estilos, mas não o obriga a segui-los, que define (por exemplo) seus copos ideais, mas não "olha torto" para quem foge à regra. Até por que a cerveja não gosta de regras, no máximo sugere determinadas experiências, sem jamais recriminar quem não as segue.

Por tanto muito cuidado se você gosta de classificar as cervejas do nosso dia a dia, por meio de um BJCP (por exemplo). O BJCP (Beer Judge Certification Program) nada mais é do que a sua própria tradução o diz, um programa de certificação de juízes para concursos de cervejas. Logo, é até um desserviço ao mundo da cerveja, você andar por aí com o BJCP debaixo do braço, criticando cervejas e cervejeiros. É aí que você se torna um Beer Chato e ainda por cima um equivocado.

A cerveja veio primeiro e é dona de um universo muito maior do que algumas importantes normas, que norteiam algumas coisas, mas apenas algumas coisas, alguns caminhos voltados a uma necessidade classificatória, um momento criteriocrata específico. Por favor, não confunda isso com prazer, lazer, arte e dia a dia.

Aí eu me lembro daquelas pessoas reféns da taça ideal, para saborear uma outra bebida. A atmosfera criada pelos amantes de algumas bebibas parece enjaular o prazer entre os grandes entendedores, vejo formação de clãs intelectuais exclusivos, acho isso super chato. Acho chato quando olham para você com ar de reprovação, quando sua taça não tem nada haver com aquela casta escolhida. Mais uma vez cuidado, a cerveja não é assim.

Já imaginou se eu deixasse de saborear essa Ipa da Nylkito Beer, produzida pelo meu amigo Marco? Já imaginou deixar de registrar essa foto super divertida, com o Mikey e a Minnie nos acompanhando, só por que tratam-se de copos Americanos e não de Mugs ou Pints?

Hoje vejo pessoas muito bem preparadas em especialidades cervejeiras, porém perdidas em normas e regras, pessoas que estão se descolando do público, da bagunça cervejeira. Pessoas que acham que exibir conhecimento expelindo fala técnica, vai posicioná-las como alguém especial. Cuidado, a cerveja não é assim.

Receio não conseguirem a admiração que pensam alcançar, na verdade devem conseguir um certo isolamento, por que a própria cerveja isola quem não se mistura. Por que a própria cerveja é uma mistura de elementos que resulta na bebida mais agregadora do mundo. Elitismo, exibicionismo e tecnicismo são cartas fora do baralho nessa confraria.

Por isso quando vi o Mickey e a Minnie estampando os copos da noite, não exitei em saborear a Ipa da Nylkito. Marco produz cerveja há pouco tempo e eu com minha curiosidade de comunicador, vou sondando meus amigos cervejeiros, para entender se o que cada um está produzindo tem futuro promissor ou não, rsrsrs...

Às vezes a profissão da gente ajuda, não é determinante, mas ajuda. Marco já trabalha com algo que exige muito cuidado com equipamentos e procedimentos, bingo! Vai sair boa cerveja. O cuidado com que ele trata sua pequena produção ao longo de todo o processo, vai fazer a Nylkito produzir boas cervejas sempre, resta a você curtir a receita escolhida, ou não.

Uma Ipa com saborosos 55 IBUs e 6% de teor alcóolico, boa de aroma, boa formação do creme (espuma) com formação de pequeninas bolhas, excelente caraterística, o que me fez usar a palavra “creme” ao me referir à espuma, que apresentou um aspecto persistente e atuante, participando diretamente do aroma e do sabor, já o ponto alcançado na carbonatação está muito bem equilibrado, sem inibir o sabor inicial, nem o sabor final. 

Depois surge um retrogosto razoavelmente intenso, e que não “gruda” tanto na garganta e não te acompanha tanto após o gole. Me parece ter sido a intenção, buscar uma Ipa com um suave equilíbrio, conseguiu.

Ao longo de toda a trajetória sensorial ao beber essa cerveja, tentei sentir como foi tratado o processo de fermentação, e essa cerveja teve um bom controle do fermento, um processo que primou por manter a levedura feliz, tal qual o Mikey, a Minnie e a Disney.

Disney é alegria e aquele momento em que saboreei a Nylkito foi um momento, particularmente, alegre para mim. Sendo assim, como discordar do copo escolhido? Aqueles eram os copos ideais para registrar um momento feliz, incrementado por uma boa cerveja e muito bem feita. Cerveja não é regra, cerveja é alegria, parabéns Marco, seu projeto tem tudo para dar certo. Você vem fazendo boas cervejas! E eu vou ficando por aqui pessoal, um grande abraço a todos!

Até o Próximo gole!

Marcelo Vasconcelos
Editor, Colunista e Apresentador do Portal da Cerveja
Certificado pela Science Of Beer em Gestão de Leveduras e On/Off Flavours
Consultor Especialista do Programa Estação da Cerveja da Rádio Metrópole 101.3 FM
Insta e Face @portaldacervejaoficial 
Contato: 71 9.9933-2309 / marcelo@portaldacerveja.com


Um comentário :

  1. Belo texto!
    Feliz comentário sobre a liberdade e quebra de conceitos técnicos sobre a cerveja.
    Cerveja é para todos e de qualquer gosto, seja copo de tomate ou uma especifica para o estilo de cerveja.
    Continuem com a qualidade do portal, leitura fácil e prazerosa.

    ResponderExcluir

Degustando

[Degustando][bleft]

Mundo da Cerveja / Série Introdutória

[G Barbosa][twocolumns]