Eventos Cervejeiros

[Eventos Cervejeiros][twocolumns]
[Eventos Dois][twocolumns]

A era da baixa expectativa sobre a Cerveja




Por Hominilupulo

Ler a entrevista do Greg Koch à Revista da Cerveja (edição 5) me fez ir longe. Não é só pela visão deste americano sobre o mercado de cervejas, mas são idéias e conceitos que valem para praticamente tudo. Greg fala: “Quando me perguntam quem é o nosso pior concorrente, eu respondo que é a baixa expectativa que as pessoas tem em relação às cervejas”. Assim, ele defende que se as pessoas não perceberem e nem esperarem que a cerveja possa ser algo além da “coisa amarela e sem graça” tudo está perdido.

Isso me remeteu diretamente ao artigo que escrevi http://www.incredibleblogs.com/ há algum tempo, sobre o sempre polêmico termo “cerveja de verdade“. Consumimos fac-símiles de produtos, como cerveja, pão, presunto, manteiga… Esperamos pouco e recebemos pouco, é simples. Mas não pára por aí, estamos nos habituando a esperar pouco de tudo, e buscar uma realização pessoal também genérica. O que a nossa sociedade atual espera da sua vida? Vemos hoje pessoas com vinte e poucos anos (ou até menos) que já desistiram de seus sonhos e trocam facilmente satisfação pessoal por estabilidade, seja na carreira que for. Aceitam receber a infelicidade de 8h às 18h em troca da estabilidade financeira ao longo da vida. Pessoas que escolhem uma formação acadêmica pensando apenas na facilidade que terá em passar em um determinado concurso público e assim nunca ter que se preocupar com demissões ou variações ao longo da vida. Mas esta oscilação faz parte da condição humana e do nosso aprendizado. E não há como fugir disto!

Não sou exemplo para nada, mas vejam meu caso. Resolvi ser jornalista porque gostava de escrever. E fui trabalhar com edição de vídeo. Depois com cerveja. E sei lá o que vem por aí nos próximos anos. O desafio nos move, e é atrás dele que vou.

Da mesma forma, que expectativa hoje nós temos em relação a cerveja? Que ela seja leve e pouco amarga, de preferência. Até por que ter que se adaptar a algo mais intenso e rico ou mais amargo não está na prioridade de muita gente. Melhor não pensar muito a respeito, talvez. Como entender a pizza da Sadia, Pif-Paf ou qualquer outra do gênero, como uma pizza e se satisfazer com isso?

É essa expectativa medíocre que vemos todos os dias quando acordamos. E está em todos os lados. Está no café da manhã de péssima qualidade, com um leite sem gosto, um pó de café ruim, sem aroma nenhum, e um misto quente. Este feito com pão de forma genérico, que é tudo menos pão. Feito também com queijo processado e com o presunto que é tudo menos um presunto. Ou alguém já viu aquele formato retangular padronizado em alguma parte do porco?

Um dos maiores prazeres que eu tenho hoje é buscar algo diferente. Experimentar texturas, sabores e aromas que me marquem. A sociedade parece evoluir para tirar o nosso prazer nas pequenas coisas. Mas eu luto contra isso. Quando faço a minha cerveja ou quando abro uma qualquer, tenho expectativas de ter um momento especial, seja na bebida em si ou na situação vivida. Não preciso acreditar que aquele refrigerante alcoólico a base de cerveja é de fato uma cerveja e é isso que vai me acompanhar pelo resto da minha vida. Não preciso me contentar com a historinha de que o paladar do brasileiro é que pede este tipo de cerveja. Minha expectativa sobre tudo é maior do que a média, por que eu busco coisas acima do mediocre. Aliás, muito acima!

Aqui, é bom que fique claro, não estou falando mal da opção de ninguém. É evidente que diversas pessoas de fato são felizes com empregos públicos, públicos e de qualquer outro gênero, e não há nada demais nisto. A felicidade é diferente para cada um de nós. A crítica é à estabilidade ser mais importante do que a realização. É a não esperar nada de um trabalho senão um salário. É não esperar nada de uma cerveja além de refrescância e embriaguez. É não esperar de um café nada além de cafeína. É muito pouco perto do que temos a desfrutar enquanto estamos vivos!

Fonte: Hominilupulo
Foto: Cerveja Esmalte
--

Ah! antes que a gente esqueça... Siga o Portal da Cerveja no Instagram e no Facebook pelo @portaldacervejapontocom. Até mais!

Da Redação

Nenhum comentário :

Degustando

[Degustando][bleft]

Mundo da Cerveja / Série Introdutória

[G Barbosa][twocolumns]